Quando qualquer um - seja aonde for - estender a mão pedindo ajuda...
Quero que a mão de A. A. esteja sempre ali.
E por isto eu sou responsável.

CONSEGUINDO SE ENVOLVER

“... não somos pessoas tristes. Se os recém-chegados não encontrassem alegria e felicidade na nossa existência, não a iriam querer. Insistimos absolutamente em gozar a vida. Tentamos não gastar muito tempo em especulações sobre a situação das nações, nem carregamos nas costas os problemas do mundo.”

Quando minha própria casa está em ordem, acho que as diferentes partes de minha vida são mais manejáveis. Despido da culpa e do remorso que escondiam meus anos de bebida, estou livre para assumir meu próprio papel no universo; mas esta condição requer manutenção.

Devo parar e perguntar a mim mesmo: "Ainda estou tendo alegria?" Se achar que responder esta pergunta está difícil ou doloroso, talvez esteja me levando a sério demais - e achando difícil admitir que me extraviei na maneira de trabalhar o programa para manter minha casa em ordem. Penso que a dor que sinto é uma maneira que meu Poder Superior tem para chamar minha atenção, induzindo-me a avaliar o meu desempenho.

O pouco tempo e esforço tornados." para fazer funcionar o programa - um inventário relâmpago, por exemplo, ou fazer reparações, quando for apropriado - bem valem o esforço.

Fonte: livro “Reflexões Diárias”.


Alcoólicos Anônimos Online – Todos os direitos reservados